Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Serviços Veterinários Tratamento Leishmaniose

Tratamento Leishmaniose  "Doença do Mosquito"

Leishmaniose  Doença do Mosquito

A Leishmaniose é uma doença crónica que se não for tratada pode levar à morte do animal.

Após o diagnóstico da doença, deve iniciar-se o tratamento. Antes de iniciar o tratamento, devem fazer-se análises para avaliar o estado clínico do animal, qual a capacidade de reacção ao tratamento, e também para saber qual o prognóstico.

Embora existam vários protocolos para o tratamento da Leishmaniose, há apenas dois tipos de fármacos disponíveis no mercado.

O Glucantime, é administrado através de injecções diárias, podendo variar a duração e periodicidade do tratamento. O Glucantime é o tratamento de eleição para animais que ainda não apresentam alteração da função dos rins e/ou fígado.


O Milteforan, é um fármaco bastante mais recente que o Glucantime, para administração por via oral, sendo no entanto bastante mais dispendioso. Dos fármacos disponíveis, será o mais indicado para o tratamento de animais com alteração da funcionalidade dos rins e/ou do fígado.

A eficácia destes dois fármacos, varia em função do estado geral do animal, na altura em que lhe é diagnosticada a doença.
Durante o tratamento, independentemente do fármaco e do protocolo utilizado, devem fazer análises  de sangue regularmente, para monitorizar a função dos rins e do fígado, e deste modo evitar efeitos secundários indesejáveis.

É muito importante referir que, qualquer que seja o tratamento utilizado, o cão ficará portador dos parasitas (leishmanias) para o resto da vida.

É recomendável a esterilização das cadelas, uma vez que durante o cio, o sistema imunitário fica mais fraco e podem ocorrer recaídas.

Após o tratamento, devem realizar-se controlos periódicos (semestrais), através de análises de sangue, para evitar recaídas da doença.

Os cães com Leishmaniose devem sempre ser tratados, uma vez que  um animal que não seja tratado é sempre uma fonte de contágio!

Os donos dos animais doentes que optarem por não tratar os seus animais, seja por questões financeiras, ou outras, devem sempre optar pela eutanásia, uma vez que sem tratamento o animal acabará por morrer, sempre com mais sofrimento!

Consulte-nos para mais informações

ou obtenha mais esclarecimentos sobre Leishmaniose no nosso blog

Clínica Veterinária de Vilamoura > Serviços Veterinários >> Tratamento Leishmaniose

Clínica Veterinária de Vilamoura

Veterinários Bruno Silva | Rui Lima

Av, Eng João Meireles 8125 Vilamoura, Algarve - Portugal

Telefone: (+351) 289 312 709

Telemóvel  Urgências Veterinárias

(+351) 91 900 40 50

 

Clinica Veterinaria

Clínica Veterinária